BRASIL PRA FRENTE

BRASIL PRA FRENTE!
O RIO DE JANEIRO DE PÉ PELO BRASIL!





















sexta-feira, 23 de maio de 2014

PEZÃO ESTUDA INCORPORAÇÃO DE GRATIFICAÇÃO A POLICIAIS CIVIS

Governador se reuniu, nesta quinta-feira (22/5), com representantes do sindicato da categoria

O governador Luiz Fernando Pezão afirmou na manhã desta quinta-feira (22/5), após reunião com representantes do Sindicato da Polícia Civil (Sindpol), que pretende enviar, até o fim de junho, mensagem à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, com a proposta de incorporação da gratificação especial dada aos policiais em Delegacias Legais.

Pezão disse que o Governo estuda como será possível que isso seja feito sem prejuízo aos cofres públicos.

- Queremos incorporar a gratificação, mas precisamos estudar o prazo e as parcelas. Vamos fazer, em parceria com a secretaria de Planejamento e Gestão e a área fazendária, um estudo para não perdermos as conquistas que tivemos nestes sete anos de governo. Tenho negociado permanentemente com a Polícia Civil e toda a área de Segurança, e reafirmo o compromisso de querer atender a incorporação da gratificação dos policiais civis. Porém, venho fazendo estudos para saber a melhor maneira de incorporá-la, sem impacto para o Estado. Queremos atender ainda outras categorias, dentro do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal – afirmou o governador.

Segundo Pezão, a Polícia Civil manteve o esquema de atendimento dentro das delegacias, sem prejuízo à população.

- Esperamos que eles continuem a trabalhar. Venho pedindo sistematicamente para que a categoria não entre em greve porque não há motivo para isto. A reivindicação e justa e e feita ha 12 anos. Toda a área de segurança pública recebeu, em fevereiro, 11,18% de aumento, quase o dobro do IPCA. Foram 123% de aumento e estas foram conquistas que nenhuma outra categoria teve dentro do estado – disse Pezão.

Alem do governador, participaram do encontro o secretario de Segurança, Jose Mariano Beltrame, o secretario da Casa Civil, Leonardo Espíndola, e o chefe de Policia Civil, Fernando Veloso.

De 2007 até agora, o Estado já concedeu 123,5% de aumento no vencimento aos policiais civis, policiais militares, bombeiros militares e inspetores da Administração Penitenciária. Esse aumento teve repercussão em todas as verbas estabelecidas em lei, gratificações que são percentuais do vencimento básico, além do triênio, que incide sobre a soma de todas as parcelas.

Em fevereiro deste ano, esse mesmo grupo teve aumento de 11,18% sobre seus vencimentos. Esse aumento foi o dobro da inflação dos últimos 12 meses, e beneficiou 133.387 pessoas. Em fevereiro de 2013, o aumento foi de 23,3%.

Além disso, o Estado reajustou a gratificação Delegacia Legal em 70%, de R$ 500 para R$ 850; triplicou a da Core (unidade de elite da Polícia Civil), de R$ 500 para R$ 1.500, e instituiu uma gratificação de capacitação de R$ 350 para os demais agentes de polícia. Os delegados de polícia receberam aumento escalonado em 2010 de cerca de 70%, além de outros reajustes anteriores menores que somaram 23,8%, o que totaliza 110,5% de aumento.

Todo esse esforço fez com que a remuneração média (a soma de todas as verbas recebidas) de um inspetor de polícia passasse de R$ 2.462, em 2007, para R$ 6.119, mais 148%, em 2014. Um oficial de cartório teve sua remuneração reajustada de R$ 2.550 para R$ 6.887, crescendo 170%.

http://www.rj.gov.br/

Nenhum comentário: