BRASIL PRA FRENTE

BRASIL PRA FRENTE!
O RIO DE JANEIRO DE PÉ PELO BRASIL!





















quarta-feira, 14 de maio de 2014

Em reunião da Executiva Nacional, parlamentares e diretórios reforçam apoio a Michel Temer



FUG/PMDB
14 de maio de 2014
Foto por: Wendel Lopes/PMDB
Brasília (DF) – A Executiva Nacional do PMDB se reuniu na tarde desta quarta-feira (14), em Brasília, para debater as estratégias a serem adotadas pelo Partido no pleito eleitoral deste ano. Durante a reunião, comandada pelo presidente nacional da legenda, senador Valdir Raupp (RO), lideranças peemedebistas tiveram a oportunidade de relatar a situação do Partido nos seus estados e manifestar apoio formal à manutenção da aliança PT-PMDB em âmbito nacional, tendo o nome de Michel Temer como vice-presidente na chapa de Dilma Rousseff.
Na avaliação de Raupp, o PMDB tem hoje 19 pré-candidatos aos governos estaduais e a expectativa para os outros cargos é a de que a legenda possa ampliar também o número de deputados federais e estaduais, além de senadores. “Estou otimista quanto à eleição dos nossos companheiros. Na aliança nacional, era um anseio nosso que pudesse haver candidatura própria. O melhor caminho hoje é manter a aliança nacional. O PMDB é do tamanho do Brasil. Após essa eleição deveremos conversar para saber qual será nosso próximo passo”, afirmou.
O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (AM), falando em nome do líder do PMDB na mesma Casa, senador Eunício Oliveira (CE), alertou que o momento político é propício para a construção de alianças sólidas. “Entendemos que Michel Temer, que tem sido um ponto de equilíbrio para o PMDB, é um excelente nome. Nós do Senado, incluindo o senador Eunício, manifestamos nosso apoio a esta coligação”, disse.
Para o deputado Eduardo Cunha (RJ), líder do Partido na Câmara, a reunião com a Executiva, sugerida pela bancada dos deputados federais, é fundamental para que os parlamentares possam externar suas visões. “O que vai decidir o destino do partido é a convenção nacional, mas este é o momento para que os companheiros possam compartilhar suas dúvidas, anseios e principais questionamentos. É dentro dessa transparência que podemos elevar a discussão político-partidária”, ponderou.
Em sua intervenção, o presidente nacional da Fundação Ulysses Guimarães, deputado Eliseu Padilha (RS), propôs a criação de um Grupo de Trabalho com representantes de todos os estados para projetar as ações em prol do Partido. “A ideia é que o GT possa sugerir as posições que serão assumidas pelo PMDB nas discussões com os aliados. O Partido só será grande se tivermos condição de ficarmos todos juntos. Temos que ter sensibilidade para compreender estado a estado, companheiro por companheiro”, defendeu.
Já o atual vice-presidente da República, Michel Temer, agradeceu o apoio declarado à manutenção da aliança e à defesa de seu nome na chapa PMDB-PT para Presidência da República. “Hoje, espontaneamente, os colegas de Minas Gerais marcaram uma reunião para entregar, em sua totalidade, os votos para nossa pré-candidatura à vice-presidência. Foi um gesto que revela a disposição do nosso PMDB. O mesmo apoio foi dado nesta tarde pelo Diretório do PMDB de São Paulo, presidido pelo deputado estadual Baleia Rossi. Com toda lealdade quero dizer que me sinto muito feliz com essa reunião”, enfatizou.
Temer lembrou que, mesmo nas maiores dificuldades enfrentadas, o PMDB soube se manter unido. “Já tivemos fases de encontros pouco harmoniosos com grandes dissenções. Porém, nem mesmo assim o Partido deixou de ter uma doçura cívica em seus posicionamentos. Mesmo divergindo, nossos integrantes nunca se desviaram de suas convicções políticas”, elogiou.
Dentro do contexto eleitoral, Temer ressaltou a necessidade de o Partido manter sua unidade em qualquer fase do processo político-partidário. “Ao PMDB interessa estar junto, unido no mesmo objetivo. O meu coração, espírito e alma estão voltados para esta Agremiação. A orientação é apoiar na área nacional e respeitar as realidades locais”, garantiu.
O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (AL), reafirmou o compromisso do Diretório do PMDB de Alagoas com o vice-presidente, Michel Temer e falou sobre a necessidade de o Partido levar em consideração, nas alianças, os aspectos políticos regionais. “Muitos fatores devem ser considerados, a realidade dos estados, inclusive. Estamos 100% com Michel. O PMDB tem responsabilidades, por ser o maior Partido e o motor do Parlamento brasileiro, é o equilíbrio na política nacional. Essa aliança não é circunstancial”, afirmou.
http://pmdb.org.br/

Nenhum comentário: