BRASIL PRA FRENTE

BRASIL PRA FRENTE!
O RIO DE JANEIRO DE PÉ PELO BRASIL!





















sexta-feira, 11 de outubro de 2013

EUA foi quem mais matou com armas químicas


Quando o presidente norte-americano se acha no direito de ameaçar a Síria, alegando o uso de armas químicas por seu governo, atingindo civis (sem que nada tenha sido comprovado a esse respeito), vale a pena conferir alguns dos principais crimes cometidos pelo próprio EUA pelo mundo afora, exatamente executando massacres por meio de gases letais.
Vejamos alguns:
1. No Vietnã, durante a guerra, 1962 a 1971, despejaram cerca de 20 milhões de galões – aproximados 88,1 milhões de litros - de armamento químico no país asiático. O governo vietnamita estima que mais de 400 mil pessoas morreram vítimas dos ataques; 500 mil crianças nasceram com alguma deficiência física em função de complicações provocadas pelos gases tóxicos. E mais de um milhão de pessoas têm atualmente algum tipo de deficiência ou problema de saúde em decorrência do Agente Laranja - poderosa arma química disparada durante o conflito.
2. Washington atacou iraquianos com Fósforo Branco em 2004. Jornalistas que participaram da cobertura da Guerra do Iraque reportaram que o exército norte-americano utilizou armas químicas na cidade de Fallujah. Inicialmente, os militares se justificaram dizendo que o material serviu apenas para "iluminar o local ou criar cortinas de fumaça". No entanto, o documentário "Fallujah, o massacre encoberto", do diretor Sigfrido Ranucci, denuncia o ataque apresentando depoimentos com membros das Forças Armadas dos EUA admitindo o episódio. Crianças e mulheres foram as principais vítimas.
3 - EUA realizaram testes químicos em bairros de St. Louis (pobre e de maioria negra) no começo da década de 50. O governo disse aos moradores que realizaria um experimento com fumaças de iluminação "contra ameaças russas". No entanto, a substância atirada na atmosfera continha gases sufocantes. Após os testes, um número grande de pessoas da região desenvolveu câncer. Não há informações oficiais do número de pessoas vítimas do ataque químico.
4 – O exército norte-americano bombardeou tropas iraquianas com armas químicas em 2003. A cruzada de Washington à procura de armas nucleares teve episódios de disparos químicos contra os militares iraquianos, que acabaram atingindo civis. Durante 2007 e 2010, milhares de crianças nasceram com deficiências. "As armas utilizadas no confronto no Iraque destruíram a integridade genética da população iraquiana", afirmou na ocasião Cristopher Busby, o secretário do comitê europeu de Riscos de Material Radioativo.

5- Japoneses são massacrados com Napalm entre 1944-1945. Durante a Segunda Guerra Mundial, o exército norte-americano derrubou sobre os japoneses o suficiente para queimar 100 mil pessoas, deixar mais um milhão feridas e destruir milhares de residências.

Nenhum comentário: