BRASIL PRA FRENTE

BRASIL PRA FRENTE!
O RIO DE JANEIRO DE PÉ PELO BRASIL!





















terça-feira, 16 de julho de 2013


SE  O GOVERNO DA PRESIDENTA DILMA, SUCATEAR E CONTINUAR COM ESSA TRAIÇÃO NACIONAL, CONTRA A PETROBRÁS, EMPRESA QUE CUSTOU A VIDA DO PRESIDENTE GETÚLIO VARGAS E MILHÕES DE BRASILEIROS FORAM AS RUAS PARA CONSTRUIR ESTA EMPRESA DE ESTRATÉGIA VITAL DE NOSSA SOBERANIA. VAMOS AS RUAS PARA TIRAR  ESTE GOVERNO  DO PODER, POIS ESTE DARÁ SEU CARIMBO DE TRAIÇÃO NACIONAL.

O governo Dilma, ao invés de fortalecer a Petrobrás, contraditoriamente quer privatizá-la. A mesma tramóia utilizada por FHC para viabilizar as privatizações estão sendo utilizada agora para facilitar a realização dos leilões de petróleo e o desinvestimento.
Por Emanuel Cancella*
A Petrobrás foi apontada em 2012 pela principal entidade mundial do setor, a Agência Internacional de Energia – AIE, como a mais brilhante entre todas as empresas de petróleo no mundo. Em 1992, a estatal brasileira já havia recebido o prêmio da Offshore Technology Conference em reconhecimento à tecnologia na produção em águas profundas. Depois do prêmio em 92, a  Petrobrás desenvolveu tecnologia inédita no mundo que propiciou a descoberta do pré-sal. Um dos campos do pré-sal, Libra, na bacia de Santos, é a maior descoberta da Petrobrás e um dos maiores campos de petróleo do mundo. A companhia financia mais da metade das obras do PAC e investe cerca de 80% de seu faturamento no Brasil. É também quem mais paga imposto a União, estados e municípios.

O governo Dilma, ao invés de fortalecer a Petrobrás, contraditoriamente quer privatizá-la. A mesma tramóia utilizada por FHC para viabilizar as privatizações estão sendo utilizada agora para facilitar a realização dos leilões de petróleo e o desinvestimento, que é a venda dos ativos da Petrobrás: a propaganda negativa! A ampla maioria das reportagens e artigos na mídia diariamente é para falar mal da Petrobrás. E a medida que se aproximar o leilão de Libra, marcado para 22 de outubro, com certeza essas criticas vão ficar mais intensas. Lembrar que os grandes beneficiários das privatizações no Brasil foram as multinacionais e o sistema financeiro globalizado. E agora essas mesmas forças estão de volta para se apoderarem de nosso petróleo.

No governo de FHC, a categoria fez a maior greve da história e impediu a privatização da Petrobrás. Provavelmente, eles perceberam que privatizar a empresa é quase impossível. E resolveram deixar a estatal verde e amarela em paz e levar nosso petróleo através dos leilões e do de-sinvestimento. E como são muito ambiciosos, além do petróleo, querem os principais ativos da Petrobrás, suas refinarias e terminais, não o todo, porém a parte mais lucrativa. A própria presidenta Dilma já anunciou o leilão de Libra para o dia 22 de outubro. A presidente da Petrobrás, Maria das Graças Foster, já realizou a venda de vários ativos da companhia e as revistas semanais brasileiras já anunciaram a imensa lista de ativos a serem entregues.

Não temos duvidas que Graças Foster é a continuidade de Henri Philippe Reichstul, que nomeado presidente da companhia por FHC, tentou destruir a Petrobrás.  As mesmas corporações de comunicação que apoiaram as privatizações de FHC e agora apoiam os leilões de petróleo e o desinvestimento, não por acaso, apontam Foster como uma das mulheres mais poderosas do planeta. Vale registrar que as ações da Petrobrás no comando de Graças Foster só fizeram despencar.

Provavelmente inspirados pela maior campanha cívica desse país na década de 40 e 50,  “O Petróleo é Nosso!”, que deu origem a Petrobrás e ao monopólio estatal do petróleo, os petroleiros com apoio da sociedade voltaram às ruas para impedir a privatização da Petrobrás na década de 90 no governo FHC. Agora no governo Dilma, no dia 11 de julho, vamos realizar greves e passeatas para exigir o fim do desinvestimento e o cancelamento do leilão do campo de Libra. Essa luta é de todo o povo brasileiro. Vem pra rua!

Nenhum comentário: