BRASIL PRA FRENTE

BRASIL PRA FRENTE!
O RIO DE JANEIRO DE PÉ PELO BRASIL!





















domingo, 8 de fevereiro de 2015

EUA UM IMPERIO CONSTRUÍDO COM TRABALHO INFANTIL

Por mais que os jovens de hoje em dia reclamem das aulas puxadas do ensino médio ou da universidade e das dificuldades para entrar no mercado de trabalho, isso não parece nada se comparado com a vida que milhares de crianças exploradas levavam no fim do século XIX e início do século XX, nos EUA. O trabalho infantil só começou a ser eliminado no país em 1938.
A série de fotos que você confere aqui foi feita por Lewis Hine, para o Comitê Nacional do Trabalho Infantil dos EUA, e ilustra os perigos e as dificuldades das crianças que são obrigadas a trabalhar.
Garotos trabalhando em fábrica localizada em Macon, na Geórgia (EUA)
Garotos trabalhando em fábrica localizada em Macon, na Geórgia (EUA)
As imagens incluem muitas tarefas perigosas, em que crianças trabalham sem nenhum tipo de equipamento de segurança. A idade era o de menos para os donos das fábricas, minas e plantações: crianças a partir dos quatro anos de idade já enfrentavam a pesada labuta.
Amos, 6, e Horace, 4 anos, trabalhando em campos de tabaco
Amos, 6, e Horace, 4 anos, trabalhando em campos de tabaco
Crianças que trabalhavam em minas de carvão inalavam poeira prejudicial diariamente, enquanto as que trabalhavam em fábricas poderiam perder dedos ou sofrer acidentes ainda mais sérios.
Willie Bryden, 13 anos, segura porta de mina de carvão. O local era tão úmido que a criança disse que se medicava o tempo todo para não tossir
Willie Bryden, 13 anos, segura porta de mina de carvão. O local era tão úmido que a criança disse que se medicava o tempo todo para não tossir
(Manuel, de apenas cinco anos, trabalhava catando ostras. Não entendia uma palavra em inglês
Manuel, de apenas cinco anos, trabalhava catando ostras. Não entendia uma palavra em inglês
Nannie Coleson tinha 11 anos quando trabalhava na fábrica de meias Crescent. Ele recebia cerca de 3 dólares por semana
Nannie Coleson tinha 11 anos quando trabalhava na fábrica de meias Crescent. Ele recebia cerca de 3 dólares por semana
Crianças que tiveram suas infâncias roubadas nas fábricas também fumavam aos montes
Crianças que tiveram suas infâncias roubadas nas fábricas também fumavam aos montes
Aos 15 anos, Estelle Poiriere foi fotografada com uma grave lesão no dedo, que ficou preso em uma máquina
Aos 15 anos, Estelle Poiriere foi fotografada com uma grave lesão no dedo, que ficou preso em uma máquina
Atualmente, o trabalho infantil nos EUA foi quase totalmente extinto. Ainda existem exceções, como crianças que trabalham na agricultura ou publicamente, na televisão e em outros meios de comunicação. Infelizmente, em muitos países, a exploração do trabalho infantil ainda é comum.
Confira abaixo mais algumas das chocantes fotografias: [Bored Panda]
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19

Nenhum comentário: