BRASIL PRA FRENTE

BRASIL PRA FRENTE!
O RIO DE JANEIRO DE PÉ PELO BRASIL!





















domingo, 30 de novembro de 2014

Marcha golpista: brigas e esvaziamento


Por Altamiro Borges

O patético Lobão talvez agora cumpra sua palavra e deixe o Brasil. Antes da eleição, ele jurou sair do país caso Dilma Rousseff fosse reeleita. Mas o bravateiro recuou na sua promessa e passou a organizar atos fascistóides pelo impeachment da presidenta. Neste sábado, 29, golpistas de vários hospícios prometiam lotar a Avenida Paulista com mais de 15 mil presentes. Lobão até subiu no caminhão de som para liderar a marcha, mas ela foi um fiasco. Segundo o próprio comando da Polícia Militar, tão elogiado pelos saudosos da ditadura, o ato reuniu menos de 600 pessoas – entre eles, muitas madames e “mauricinhos” branquelos. Frustrado, será que agora o decadente roqueiro deixará o país?

Além de esvaziado, o protesto ainda teve cenas explícitas de racha. Segundo relato da Folha tucana, “na terceira manifestação pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff após a reeleição da petista, um grupo que pedia intervenção militar no Brasil teve que ser retirado pela polícia após atrito com o restante dos participantes do ato... A confusão começou quando o empresário Ricardo Roque, 44, usou um megafone para pedir a intervenção do Exército no Planalto. Com ele, um grupo de manifestantes levantava cartazes pedindo a volta dos militares – um deles, vendia camisetas e bonés com estampas camufladas por R$ 30 e R$ 15 cada, respectivamente”.

“Em cima de um carro de som, o cantor Lobão – que decidiu voltar às manifestações pelo impeachment após desistir do ato do último dia 15, por conta dos pedidos de intervenção militar – disse que esse tipo de pauta não era bem vinda ao protesto. ‘Essas pessoas aqui são tão alienígenas quanto o pessoal do MST’, afirmou. Com gritos, a maioria dos participantes do ato pediu a expulsão do grupo a favor da intervenção do Exército. A demanda foi atendida pela PM, que afastou os manifestantes”. Para cumprir a sua promessa, o roqueiro decadente pode alegar agora que está sendo perseguido pelos fascistas saudosos da ditadura – que ele tanto ajudou a tirar do armário!

Durante a marcha, os golpistas voltaram a exigir a recontagem do votos e o impeachment de Dilma Rousseff – estimulados pelos derrotados do PSDB. Desta vez, porém, os caciques tucanos evitaram participar do circo. O senador Aloysio Nunes, vice do cambaleante Aécio Neves, nem deu as caras – deve ter ido para uma de suas fazendas. Os fascistóides também gritaram as suas palavras de ódio contra o PT, Cuba, Venezuela e o risco do comunismo no Brasil. “Nós estamos vivendo uma ditadura”, afirmou Marcello Reis, fundador do movimento Revoltados Online, sempre escoltado pelos soldados da PM e com todo o direito de rosnar suas loucuras. 

Nenhum comentário: