BRASIL PRA FRENTE

BRASIL PRA FRENTE!
O RIO DE JANEIRO DE PÉ PELO BRASIL!





















sexta-feira, 29 de julho de 2016

O POVO AMERICANO ESCOLHER ENTRE A GONORREIA E A CÓLERA


Assange, do WikiLeaks: nem Trump nem Hillary 

Em entrevista ao Democracy Now, o fundador e editor-chefe do WikiLeaks, Julian Assange, afirmou que escolher entre as candidaturas de Hillary Clinton e Donald Trump à presidência dos EUA é o mesmo que escolher entre duas doenças terríveis. “Bem, você está me perguntando, eu prefiro o cólera ou a gonorreia?”, respondeu Assange, sublinhando que “pessoalmente, eu não prefiro nenhuma”, embora a eleição de um dos dois seja “inevitável”.
Questionado sobre como funciona o processo eleitoral nos Estados Unidos, Assange denunciou o jogo de “corrupção” e cartas marcadas em favor das grandes corporações. “Olha, você sabe, nós sabemos como funciona a política nos EUA. Quem quer que seja, qual for o partido político, entra governo e sai governo, vai fundir-se com a burocracia muito rapidamente. E assim, lobistas corporativos controlarão as alavancas do poder. Por isso não faz muita diferença no final”, explicou.
Sobre a recente divulgação de 20 mil e-mails internos do Comitê Nacional Democrata - que demonstraram como a cúpula partidária sabotou a campanha de Bernie Sanders em favor de Hillary Clinton -, o fundador de WikiLeaks prometeu surpreender os eleitores estadunidenses com “muito mais” documentos, que serão tornados públicos antes das eleições. Diante do escândalo provocado pelas mensagens que a incriminam, a presidente do Partido Democrata, Debbie Wasserman Schultz, viu-se obrigada a renunciar.
Perseguido pelo governo estadunidense, Assange, que encontra-se asilado na embaixada do Equador em Londres há quatro anos, lembrou que as duas dezenas de milhares de correios eletrônicos cobrem o período entre janeiro de 2015 até maio de 2016, ponto alto das armações.
Sobre a acusação pela campanha de Hillary de que foi a Rússia que vazou o material, Assange afirmou que a política do WikiLeaks é de preservar as fontes. Ele acrescentou que os simpatizantes da candidata deveriam refletir e focar no que dizem os documentos em relação a Sanders, Clinton e à direção do Partido Democrata.
http://www.horadopovo.com.br/

Nenhum comentário: